Hoje vou dar uma dica de passeio mais do que obrigatório para quem visita ou mora em Aracaju. Em novembro do ano passado foi inaugurado o Museu da Gente Sergipana, com uma proposta inédita no estado. A instituição reúne tradição e modernidade, oferecendo aos visitantes um tour interativo por nossa cultura.

O Museu foi inaugurado onde antigamente funcionava o colégio Atheneu Sergipense. O prédio data da 1926 / Foto: divulgação

Já visitei o museu algumas vezes, mas só agora consegui parar para escrever. Não pretendo contar tudo, afinal defendo que você reserve um tempo em sua agenda livre para conferir pessoalmente. Se estiver programando uma viagem para a capital sergipana, repito, é uma visita que não pode ficar de fora.

A entrada é gratuita e as visitas são guiadas. Duram cerca de 45 minutos. É um passeio ideal para levar as crianças por ser bastante interativo. A visita começa no auditório com a apresentação de um vídeo com belas imagens do estado, reunindo cultura e turismo. Coisa pra sergipano ver e se orgulhar.

Átrio do museu / Foto: Kadydja Albuquerque

Depois, o grupo é levado ao átrio do prédio, onde há um mapa com os territórios do estado. Em cada um desses territórios é possível ouvir áudio com entrevistas de personalidades da região, canções populares, etc. É o coração do museu. Acima do mapa, um jereré gigante com elementos da cultura sergipana – uma instalação que simboliza o resgate do cotidiano e da identidade cultural.

Crianças se divertem com o mapa dos territórios sergipanos / Foto: Kadydja Albuquerque

O prédio, por si só, já é um belo espetáculo. Datado de 1926, originalmente funcionava o colégio Atheneu Sergipense, conhecido como “Atheneuzinho”. No meu grupo tinha uma senhora que já havia estudado lá, e estava emocionada com a restauração do local e a transformação dele em um museu. Foi bacana presenciar isso.

Expressões nossas plotadas nas paredes do museu / Foto: Kadydja Albuquerque

No primeiro andar, mais experiências interativas com recursos multimídia. Na parte da exposição permanente, é possível aprender e se divertir com os conteúdos sobre história, culinária, festas, “cabras” sergipanos, artesanato, ecossistemas, entre outros assuntos. A curadoria desta exposição foi feita pelo Marcello Dantas, designer e curador de exposições e diretor de documentários. Dantas inaugurou, em 2006, o Museu da Língua Portuguesa em São Paulo, como diretor artístico.

A proposta do museu é utilizar recursos multimídia para criar ambientes interativos / Foto: Kadydja Albuquerque

Painel com elementos da cultura sergipana / Foto: Kadydja Albuquerque

Ao final do passeio, você pode ainda gravar o seu próprio repente ou uma história de cordel. Nem é preciso ser criança para achar esse desfecho mais do que divertido.

Gravar um cordel é uma experiência bem divertida / Foto: Kadydja Albuquerque

Depois do tour, vale uma visita à Loja da Gente, que fica no térreo. Livros, aventais, artigos para casa, artesanato em geral, tudo bem fofinho como toda boa loja de museu (sou suspeita para falar porque sempre passo horas nessas lojas). Na saída também sugiro visitar o Café da Gente, que funciona das 10 às 20h. Sempre que posso vou lá no horário de almoço. Os pratos executivos são uma delícia e variam de R$18 a35.

 

Loja da Gente / Foto: Kadydja Albuquerque

O quê: Museu da Gente Sergipana
Onde: Av. Ivo do Prado, 398, Centro Aracaju – SE.  Telefone: (79) 3211-7174
Horário de Funcionamento: De terça a domingo – das 10h às 18h.
Site: www.museudagentesergipana.com.br
Entrada gratuita

@kadydja
@agenteviaja
Curta facebook.com/AGViaja



> comente aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>